terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Parceiras no concurso

Hey, meus não tão estranhos assim!

Hoje vou apresentar para vocês todos os contos participantes do primeiro desafio do RealezaBR que são da autoria das minhas lindas parceiras e o meu conto participante. Além de apresenta-los vou fazer um breve comentário, mas quarta-feira (08/02) vou estar postado a resenha de 10 contos, então fiquem de olhos bem abertos e aproveitem a novidade.

A jovem Bellatriz não imaginava que pudesse ser pega por uma maldição ao retornar ao jardim abandonado que ela tanto amava. No entanto, também não esperava ser pega por uma paixão eloquente que abraçaria todas as suas qualidades e, principalmente, os defeitos.O Marquês de Winchester estava condenado a uma maldição pela eternidade até que uma brecha apareceu em sua própria mansão, e ele estava determinado a não deixa-la escapar. Muito menos ao perceber que seu coração a exigia. 
Juntos irão redescobrir o significado da verdadeira beleza.

Comentário de Débora S Silva: Esse meu conto foi um tremendo desafio. Primeiro porque eu nunca havia feito a releitura de A bela e a fera, mesmo já tendo  imaginado algumas versões. Segundo e terceiro, o conto é narrado em terceira pessoa e se trata de uma ficção histórica. Foi com muito empenho que o conclui e espero experimentar mais vezes esse gênero literário.


Ella Singer teve seu destino mudado ao receber um convite para o baile mais aguardado da temporada...
Lorde Henry Phipps era o solteiro mais cobiçado da temporada e nada impediria a cruel lady Tremaine de juntá-lo à sua filha, nem mesmo a jovem costureira. No entanto, ninguém esperava que Ella fosse contar com a proteção de Pridence Singer para aventurar-se em uma noite mágica e repleta de surpresas.

Comentário de Débora S Silva: Pelo que sei é a primeira vez que a N N Amand disponibiliza um conto em que o gênero seja de ficção histórica. E, sinceramente, parece que ela escreveu esse gênero durante a vida inteira. Sem esforço algum nos transporta para o século XIX. Com muita leveza e desenvoltura ela nos transmite cada traço mágico de uma releitura de Cinderella.    
                   
O que o ouro não compra (No momento está passando por mudanças, mas logo estará online novamente!)
Por Naiara Aimeé

Audrey, uma jovem camponesa, vê sua vida mudar quando é levada para o palácio à força e obrigada a transformar palha em ouro. Ela tem certeza de que nada poderá salvá-la e que seu destino inevitável será a morte iminente  até que um homem charmoso e misterioso surge como um milagre, fazendo-a acreditar que nada, afinal, é impossível.

Comentário de Débora S Silva: O conto de fadas escolhido pela Naiara me surpreendeu muito, como a autora mesmo afirma esse conto é um dos que menos faz sentido. Mas, com Naiara, Rumpelstiltskin fez sentido, e muito! Com o toque doce da escrita da senhorita Aimeé, vamos seguir em frente com um romance apaixonante e com um final diferente!
                       

Todos diziam que elas tinham sorte de estarem na mesma universidade que o Príncipe Wolfgang, de terem a mesma idade, mesmos interesses e estarem sempre por perto. Estavam certos de que dali sairia sua nova namorada, talvez a futura princesa do país. Mas o príncipe tem outros planos para as garotas à sua volta e Scarlet não vai descansar enquanto não o fizer pagar por eles.

Comentário de Débora S Silva: Bom, com esse conto não tenho nem como tentar fazer um comentário curto, dele eu tenho que dizer tudo que penso!
Esse conto se trata de um assunto um pouco mais pesado do que os outros contos comentados aqui, mas também o que mais traz à tona nossa realidade. A história vai envolver um grupo de garotas que procuram a justiça, que ninguém as apoiou a ter, por liderança da última vítima do Príncipe Wolfgang, Scarlet Ridder.
Já no começo temos a leve ideia do que aconteceu com esse grupo de garotas, e também é mostrado o quanto Scarlet é um mulher forte e por culpa do príncipe se sente fragilizada. Laura nos transmite toda a injustiça e raiva que a personagem guardou para si. Nos sentimos revoltados ao ler aquelas palavras, não só por causa do envolvimento da escrita, mas, acredito eu, também porque sabemos que aquilo ali é real. Me senti com dever cumprido ao terminar de ler o conto e muito feliz por Laura tê-lo escrito, um encorajamento para muitas outras pessoas no mundo.
Em minha opinião, esse foi um dos contos que mais me surpreendeu pelo enfoque que leva. Também acho que muitos deveriam lê-lo não só apenas por ser surpreendente na escrita e pela autora nos envolver em tudo que ocorre, mas porque a autora nos diz uma coisa importante: a vítima não deve achar que a culpa de tudo que aconteceu é dela e nunca deixar o que houve ser impune. Claro que (spoiler aqui!) você não deve invadir um local e ameaçar alguém. Não!, e sim lutar para seguir sua vida com justiça, lutar pela justiça!                 
      


Um jovem orgulhoso vive sob as consequências da maldição de uma escolha. Seu destino já parecia traçado, quando uma figura misteriosa lhe bate à porta e o leva de volta ao passado.

Comentário de Débora S Silva: Mima sempre acerta no ponto sobre diálogos, sério! Não sei qual o segredo dela, mas é uma das autoras que mais nos transportam para a realidade do enredo em que lemos com seus diálogos (não só os diálogos, mas ook!). E esse aqui, meu Deus, abalou meus sentimentos. Com uma pitada de drama e de puro romantismo, nessa releitura de A bela e a fera a autora nos faz enxergar tudo por um ângulo diferente e talvez parar para pensar se uma das nossas protagonistas favoritas sempre esteve certa sobre seu futuro.            

Durante esse concurso Mima também escreveu mais três contos que são tão incríveis quanto A outra fera, esses são: A princesa errada, Um mundo ideal e Sua sombra
         

A jovem Noemi tinha uma vida normal. Digamos, quase normal. Até o dia do encontro com uma figura sinistra que apareceu em seu caminho e a... amaldiçoou? A moça, porém, aprendeu a conviver com as consequências desse infortúnio. Apaixonou-se pelo cara perfeito, que parecia corresponder aos seus sentimentos, conseguiu o melhor emprego... ou um trabalho tão bom quanto uma garota com sua formação podia querer, exceto por aproximá-la de uma maneira inconvenientemente exagerada de um certo príncipe ufano, a quem ela sabia, sem sobra de dúvidas, que era prudente evitar.

Comentário de Débora S Silva: Estamos muito acostumados com a história de A bela adormecida. A Princesa Aurora sempre é a dorminhoca, mas, nesse conto, as coisas mudam um pouco e tudo fica bem mais divertido. Não tão divertido para nossa protagonista que passa por um tipo de provação, mas Camila não nos desaponta com sua escrita e nos traz mais um de seus romances contemporâneos, dessa vez com o toque da realeza para deixar tudo mais mágico do que já é!

A donzela e o lobo ( no momento está passando por alterações, mas logo, logo estara novamente online) 
Por Becca Bonetti

Em  uma  noite  de  inverno,  quando  a  neve  caía  densa  e  gélida,  Érik Alisdair Buxton foi  atacado pelas  feras  de  Altra. A Bruxa  queria  vingança  e  a  liberdade  dele  era  o preço a  ser pago. Três  garras  cortaram  sua  face  esquerda  quando  ele  se  negou  a render-se. Agora,  ele  possuía  a  marca  do  lobo  e  estava  destinado  a  acatar  as ordens  da  Bruxa  na  próxima  lua  cheia.  Contudo,  o  destino  é imprevisível;  o  desejo  mais  obscuro  de  Altra  torna-se  sua  sentença:  o lobo negro que  lhe  devia  obediência  é  incapaz  de  ser controlado. 

No castelo,  a  família  real  dormia  tranquilamente  no  momento  em  que um grito de  horror irrompeu pelos  corredores. Margaret Golding, a princesa, acordou sentindo  uma  dor  aguda  em seu peito. Parecia que  algo estava  rasgando-lhe  a  pele. Agora, ela  também  possuía  a  marca  do  lobo  e  estava  destinada  a carregá-la  até  o dia  em  que  a  profecia  se  realizasse.

Comentário de Débora S Silva: Esse foi o conto que mais apresentou um lado sombrio dos contos de fadas. E isso foi maravilhoso. Não vamos presenciar tanto assim do luxo da realeza, mas sim do sobrenatural, menos magia fofa e mais maldições. Tornou o conto único e o modo manso como a Becca descreve tudo deu um excelente clima para o enredo, nos envolvendo em uma nuvem de mistério e romance.


Marine se vê envolvida em uma grande aventura antes mesmo de se dar conta da veracidade de sua realidade.
De donzela a cavaleira, ela embrenha em meio a floresta na companhia de outras três realezas, e enfrentará junto delas, as criaturas mais inusitadas até se deparar com sua única chance de felicidade sob o poder de uma Guardiã desacreditada no poder do amor.
Será que Marine e suas companheiras conseguirão obter sucesso na missão a qual se submeteram?

Comentário de Débora S Silva: Nunca vi conto tão louco (no mais lindo sentido!) e bem montado, juro, esse superou! A autora Janah se inspirou inicialmente no conto de A pequena sereia, mas ela passou dos limites de um conto só, nos apresentando os  mundos dos outros contos de fadas e alguns detalhes a mais de sua própria imaginação. A narrativa é incrível e a escrita da autora só melhora todo o desenvolvimento do conto.



Espero que tenham gostado dos comentários sobre os contos e que isso os impulsione a ler cada um deles e é claro que não tem só esses contos onlines. Tem um mais lindo que o outro lá no wattpad, não se esqueçam de conferir! 

Um comentário: